sábado, 30 de janeiro de 2010

Passeio até o poção da Jacuba via cachoeira da fumaça.‏

Já fazia um bom tempo que estava querendo fazer esse passeio, passeio esse extremamente cascudo, teve certa hora que quase amarelei de tanto cansaço, mas felizmente tive força de vontade suficiente e o incentivo dos colegas e acabei mesmo que aos "trancos e barrancos" completando o percurso. Enviei alguns emails para conhecidos e também anunciei no mural de mensagens dos amigos da bike, mas a verdade é que meu passeio foi um verdadeiro "fracasso" em termos de número de participantes, tinha pouquíssima gente, só o Jefferson, Alexa e o Fernando Candiotto, que nos acompanhou apenas até vargem grande. Mas a pouca quantidade foi compensada pela "qualidade" dos participantes, todos eles muito amigos e solidários e também muito raçudos, enfrentaram os subidões com muita garra e disposição e hora nenhum se deixaram abater pela dureza do percurso e ainda me deram muita força e incentivo, pois confesso aos senhores e senhoras que durante o passeio eu fiquei bem "derrubado". Até fumaça foi bem tranquilo, e, mesmo no serrote fomos super bem, demos uma pequena parada na fumaça e dali seguimos em direção a cachoeira, valeu a pena estava muito bonita, e com bom volume de água, devido as recentes chuvas. Tiramos boas fotos de recordação, sendo que eu e Jefferson nos aventuramos um pouco mais e fomos até a parte mais alta (debaixo do pontilhão da ferrovia do aço) fomos descalços e com muito cuidado pois as pedras estavam muito escorregadias, e com certeza um deslize (literalmente falando) ali seria fatal. Após a visita a cachoeira seguimos em direção a Jacuba, o subidão principal em si não é muito longo, mas é extremamente íngreme e cheio de pedras soltas, pedras grandes e valetas, não é nada fácil subir, e, se por acaso você tiver que descer da bike é díficil voltar a pedalar. O Jefferson e Alexa foram super bem nesse subidão, foram pedalando do início ao fim, mas eu sofri, não estava na minha melhor forma (devido os excessos de ócio e alimentação durante as férias), e em certos trechos mais empurrei que pedalei, para mim foi extremamente cansativo, mas tive força de vontade e acabei superando as adversidades e cheguei no topo. Cheguei lá morto de cansaço, cheguei até ficar pálido e com a vista escura, pois me esforcei muito, mas depois de um breve e merecido repouso eu praticamente ressuscitei, e, a partir dali até o poção foi uma maravilha, me senti com as forças renovadas e passei a apreciar muito o passeio e as lindíssimas paisagens da região. Ali cada recante era mais bonito que o outro, verdadeiros paraísos escondidos em meio das montanhas e praticamente desconhecidos por todos. Enfim chegamos no poção da Jacuba propriamente dito, é um local belíssimos, onde o rio preto forma uma imensa piscina natural, com uma linda prainha de areias claras, e mais ao fundo um linda cascata, e mais ao fundo ainda, uma garganta onde o rio preto se estreita muito e tem uma largura máxima (calculo eu)de 3 metros, e passa apertado entre os desfiladeiros de rochas negras, muito interessante, fico imaginando como seria o visual ali, com o rio em seu nível máximo (uma enchente) deve ser um espetáculo lindo, mas, ao mesmo tempo assustador, e, também "ensurdecedor" pois o barulho das águas deve ser muito forte. No poção vimos que todos os nossos esforços valeram a pena e foram recompensados, demos o nosso tão sonhado e merecido mergulho, apesar da água estar bem fria, foi uma delícia, relaxou nossos músculos e renovou nossas energias. Ficamos um bom tempo no poção da Jacuba, mergulhamos, relaxamos, tiramos muitas fotos, algumas delas bem interessantes e depois retornamos. Chegamos em casa extremamente cansados, mas felizes por termos conhecido esse belo lugar.

3 comentários:

Michel Schanuel Girardi disse...

Grande pedal Jorge! Vou querer conhecer esse lugar, com certeza! Belas cachoeiras, poços e rios...

Sua foto "morto" ficou bem engraçada! rsrs

Parabéns aos guerreiros que enfrentaram o árduo pedal!

jorgeluiz disse...

Com certeza vale muito a pena conhecer esse local, a estrada desde a cachoeira da fumaça até chegar na bagagem, acompanha o rio preto e ao longo de todo percurso nos deparamos com inúmeros lugares belíssimos, mas, um local teria de ser escolhido para nosso mergulho e descanso, e acabamos por optar pelo poção da jacuba. Mas é isso aí : Fico feliz que tenha gostado do passeio e das fotos. E pouco a pouco, eu , você e outros blogueiros vamos divulgando para o público em geral, as belezas naturais da região. Tchau abç. para você.

Hernâni disse...

Maravilhoso o vosso País, obrigado pela reportagem pois assim permite que o pessoal aqui do outro lado do "charco" vá babando o teclado.

Parabens!!