segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Passeio até a vila da Fumaça

Dessa vez como teria de participar de uma festa de aniversário (churrasco ), precisei fazer um pedal mais rápido e light. Festa de aniversário é bom e eu gosto (mas só de vez em quando), mas por outro lado, por causa desta festa não pude ir conhecer a tal serra de bananal com a galera de volta redonda e também não pude ir, no sábado, até arapeí com o Jefferson e o Fernando pois precisava poupar minhas energias para as atividades esportivas e sociais desse domingo. Como o passeio tinha que ser light e rápido, decidi ir até a fumaça, convidei uns amigos por e-mail, e também avisei no mural do amigos da bike, avisei só por avisar e convidei só por convidar, por mera formalidade, pois com o sol escaldante e calorão intenso que anda fazendo nesses dias quem seria louco de me acompanhar até fumaça. Mas não é que eu estava redondamente enganado, no dia e local marcado apareceram 3 loucos varridos... digo 3 "animados bikers", para me acompanharem, eram eles: Emídio, Víctor e Renato. Iniciamos nosso passeio e seguimos para vargem grande, a temperatura ainda estava amena mas o sol e calor já davam sinais de que viriam com força total. Fomos bem e encontramos com o Frank no meio do caminho, e ele se juntou a nós e nos acompanhou até vargem grande. Logo chegamos na ponte de arco, onde fizemos uma breve parada. De repente avistamos ao longe, um biker que vinha em grande velocidade, ele logo se encontrou com a gente, era 0 nosso amigo Candiotto, o convidamos para ir com a gente ao menos até vargem grande, mas ele declinou do convite, pois nos explicou que nesse domingo estaria atuando como "mestre cuca", seria o responsável pelo preparo de todos os pratos do "almoço dominical", inclusive da sobremesa, assim sendo tinha que voltar dali mesmo, e rapidinho, pois segundo ele, a galera em sua casa não estava afim de almoçar tarde, nos despedimos do Candiotto e seguimos para vargem grande. Na praça da vargem grande encontramos com o Cadim (Ricardo) e sua turma, essa galera, por sinal muito legal e simpática, tem um grupo de passeio e também um blog que se chama: "PEDALADAS SEM COMPROMISSO", cumprimentamos a todos e até tiramos uma foto com a galera toda reunida, convidamos os "PEDALADAS SEM COMPROMISSO " para irem com a gente até a fumaça, mas eles gentilmente declinaram do convite, pois alegaram que ainda não estão com excelente preparo físico, assim sendo, pelo menos por enquanto, não querem saber de COMPROMISSOS com os subidões íngremes e intermináveis, as longas distâncias sob o sol escaldante e intenso, o cansaço extremo e a exaustão. Nos despedimos da galera e seguimos em frente rapidinho, pois afinal de contas eu tinha compromisso e precisaria estar na cidade no mais tardar as 1:30 da tarde, foi tudo bem e logo terminamos o subidão do serrote, dali descemos rapidamente em direçaõ a fumaça, fizemos uma breve parada no viaduto da ferrovia do aço para a turma tirar uma foto de lembrança, pois o Emídio ainda não conhecia aquela região. Chegamos na fumaça, que seria o destino de nosso passeio, ainda estava cedo, e como a galera queria dar um mergulho decidimos em comum acordo, dar uma esticada de 6 kms até o rio preto (É... não tem jeito....meus passeios, por mais que eu tente, nunca são light e quase sempre são demorados), sofremos um pouco nesse trecho, pois estava muito quente, mas superamos as adversidades e chegamos no rio preto, onde ainda tivemos disposição para tirar uma série de fotos das bikes passando dentro d'água. Valeu o esforço finalmente pudemos dar o nosso tão sonhado e aguardado mergulho, a água estava uma delícia, relaxou os músculos doloridos e renovou nossas energias, tinha até uma pequena cascata onde pudemos fazer uma hidromassagem natural. Ficamos por ali por um tempo. Mas retornar era preciso, principalmente para mim que ainda tinha compromissos sociais, foi dificílimo sair daquele lugar delicioso, repleto de sombras e águas frescas, e enfrentar vários kms de pedal sob o sol escaldante e calor intenso, mas não havia alternativa, foi exatamente isso que fomos obrigados a fazer. Fizemos uma breve parada na fumaça e dali seguimos para vargem grande, o retorno foi bem rápido e a descida do serrote uma delícia. Paramos na vargem grande, nessa altura o sol e calor estava demais, não somos mendigos .... mas deixamos a vergonha de lado, e tomamos banho no chafariz da praça (vide fotos), foi bom demais, um alívio, pois o calor estava insuportável. Tomamos muita água, enchemos as caramanholas e seguimos para resende. Chegamos rapidinho na cidade, nos despedimos e cada um seguiu para seu destino, chegamos em casa cansados, mas felizes e no meu caso: cansado, feliz e apressado pois precisava tomar banho rápido e me arrumar para a festa pois eu estava bem atrasado. Mas valeu amigos.... obrigado pela companhia, foi muito bom e divertido passear com vocês.

3 comentários:

Michel Schanuel Girardi disse...

Jorge, hoje descobri que você também é repentista.
Desse jeito vai ficar famoso, vai virar artista.
Mas todos sabem que sua vocação é mesmo ser ciclista!
Uma paixão que espanta qualquer cientista.
Um abraço meu amigo, a gente se encontra aí na pista!

jorgeluiz disse...

Que legal !!! O Michel além de pedalar;
também sabe rimar;
suas rimas são belas, chegam a emocionar;
um novo poeta está a despontar;
seus versos vão dar o que falar;
com certeza irá se destacar;
e ao prêmio Nobel de literatura poderá se candidatar;
e com boa chance de ganhar;
mas enquanto esse dia não chegar;
por favor, continue a pedalr.

Michel Schanuel Girardi disse...

Tá ficando boa essa brincadeira! rsrs

Abração!