segunda-feira, 11 de março de 2013

VOLTA DA PEDRA SELADA COMO OS AMIGOS DO MTB ALTO GIRO, DE BARRA MANSA RJ.

 
     AMIGOS DO ALTO GIRO , DE  BARRA MANSA RJ.
    A FAMOSA PEDRA SELADA SOB UM ÂNGULO ERÓTICO ...RSS


        Confesso aos senhores que o subidão do M não é um dos meus
trajetos favoritos , já fui lá muitas vezes e, é sempre a mesma coisa
: muito cansaço , muito perrengue e pra completar as minhas costas
sempre doem. Acabo jurando pra mim mesmo que nunca mais vou voltar
lá . É mas não tem jeito , na verdade eu acho que não sou um
ciclista e sim um ciclomasoquista ...rss pois sempre quebro meus
juramentos e acabo voltando a subir lá.     Nesse sábado não foi
diferente , a princípio havia decidido passar o dia inteiro dentro de
casa , só na boa descansado e relaxando , porém mudei de planos.
Os amigos de Barra mansa, do Alto giro , marcaram um pedal bem legal
, a volta da Pedra selada, sairiam as 6 da manhã da Vargem grande.
Resolvi ir com eles. Essa galera do Alto giro é bem pontual e
gostam de sair cedo , eles estão muito certos quanto mais cedo melhor
, além de evitarmos o sol forte ainda podemos apreciar a natureza sob
outro ângulo , o sol nascendo e a cerração deixaram as paisagens da
serra ainda mais bonitas.      Iniciamos nosso pedal , quanto a
subida não há muito o que falar , foi cascuda e cansativa como sempre
, mas a companhia dos amigos e a beleza da região ajudaram a
amenizar as agruras do percurso.      Foi tudo bem e acabamos por
chegar no topo do subidão , não sem antes fazermos uma pequena parada
para reagrupamento , hidratação e descanso no riacho  que corta a estrada .       Dessa vez ficou faltando a  tradicional e clássica foto no alto da serra, estava
tudo encoberto pela cerração , uma pena pois a  vista que temos lá
de cima é sensacional .    Seguimos em frente , dessa vez tudo foi mais
fácil porque até a Bagagem eram só descidas e trechos planos.
Outra parada , dessa vez no bar , a subida da serra esgotou nossas
energias , portanto tratamos de nos alimentar bem para repor  as
calorias perdidas porque ainda havia muito chão pela frente.     Todos
gostaram da região que é de fato muito bonita.      Rapidinho
chegamos na ponte do Souza , divisa dos estados do RJ e MG.
Novamente paramos , dessa vez para fotos em cima da ponte.       De lá
até Mauá seriam cerca de 25 kms , com a estrada margeando o rio preto.
Essa parte do trajeto é também muito bonita , a estrada é pouco
movimentada , se chegamos a cruzar com 3 carros ao longo do caminho
foi muito , além disso é relativamente fácil pois não tem serras ,
apenas pequenas e suaves elevações . A medida que que seguimos em
frente fomos nos aproximando cada vez mais da famosa montanha , a
pedra selada , ela tem esse nome porque lembra mesmo uma sela, só que
dependendo do ângulo as vistas vão se tornando diferentes , tem até
uma vista considerada erótica ....rss.     Chegando nas proximidades
do sopé da montanha não houve jeito, precisamos parar para nova sessão
de fotos, mas valeu a pena a montanha é bonita mesmo e merecia uma
foto de recordação por parte dos ciclistas.      Retomamos o caminho ,
fomos num bom ritmo e logo alcançamos o lugarejo conhecido como Campo
Alegre, lá uma breve parada para hidratação.      Mauá já estava bem
perto, ficamos felizes , mas nessa altura dos acontecimentos o sol já
estava bem forte , o que aumentava ainda mais o nosso cansaço     . Em
Mauá sombra , refrigerantes geladinhos e um delicioso almoço nos
aguardavam , uma motivação a mais para que chegássemos o mais rápido possível, porém pouco antes de visconde de Mauá   ainda enfrentamos uma outra
subida bem chata , felizmente era curta.      Finalmente chegamos no Mauá !!!
Tratamos logo de procurar um bom restaurante . A fome é o melhor
tempero desse mundo , a comida estava ótima e a conversa com os amigos
melhor ainda, o tempo passado no restaurante serviu também para que todos se conhecessem melhor.     Uma galera muito legal, todos super gente boa e
bastante animados , foi um prazer pedalar com eles.      Ficamos um
bom tempo no Mauá , almoçando , descansando e relaxando , mas  voltar a  pedalar
era preciso, haviam ainda muitos kms a se percorrer e além disso
 havia a subida da torre ,   cerca de 3.5 kms, de mauá até o
topo da serra, relativamente curta porém bem íngreme . Enfrentamos
o subidão , mas antes uma breve parada no bica . Essa subida foi
dose , não apenas pelo esforço propriamente dito, mas também devido ao
calor  forte.       Apesar do alto grau de inclinação , subimos bem e, pouco tempo  depois todos  já estavam no  topo da serra.      Esse pedal foi tudo de bom , mas extremamente cascudo e cansativo, portanto nada mais justo que tívéssemos alguns momentos de descanso e alívio ...rss    Foi isso mesmo , descanso total , foram cerca de 11 kms só descendo , soltamos o freio onde dava e mandamos ver , downhill nota 10 , vento no rosto , muita emoção e adrenalina a cada curva fechada.
         Bom demais nossa descida , uns mais rápidos , outros nem tanto , mas todos logo chegaram no ponto pergunta , nosso local de reagrupamento antes de entrarmos na estrada Capelinha x Vargem grande.       Retomamos nosso pedal , agora entrando no trecho final.     Seguimos em frente , mas infelizmente pouco tempo depois , um de nossos amigos , o Christian Dunga, acabou sofrendo um acidente.    Foi arremessado por cima do guard rail e acabou batendo a cabeça na estrutura metálica.
     Putz !!!   Foi um susto e tanto !!!      Felizmente tanto o acidentado quanto o restante da galera eram pessoas bem ponderadas , calmas e de inciativa.   Prontamente acionaram o resgate e enquanto esse não chegava , foram tratando , na medida do possível , estancar a hemorragia e manter o Christian acordado.    Justiça seja feita , o Christian Dunga foi muito raçudo, se manteve firme e animado até a chegada do resgate.      A ambulância foi acionada , esperamos um bom tempo , mas não chegou , felizmente uma amiga nossa , a Lúcia , estava na capelinha e assim que soube veio prontamente com seu Land Rover , e levou nosso amigo até a Capelinha onde já o aguardava a ambulância dos bombeiros que já prestaram os primeiros socorros.        Graças a Deus nosso amigo estava sendo levado para o hospital de emergência, acompanhado pelo seu amigo Pedrão.      Assim que a ambulância partiu ficamos mais tranquilos , e tratamos de pegar as bikes e seguir em direçaõ a Vargem grande , onde estavam nossos carros.        Esse último trecho de terra foi bem cansativo, e para completar uma tempestade ameaçava desabar a qualquer momento.       Mesmo com o cansaço acumulado , a chuva sobre nossas cabeças e o stress causado pelo acidente nós chegamos relativamente rápido.     Que alívio !!!
Vargem grande finalmente !!!      Mal acreditei que minhas pernas finalmente teriam descanso....rss
        Rapidinho cheguei em Resende , e tratei logo de ir no hospital saber do Christian.      Ficamos super felizes , ele já estava bem melhor , mas ficari em observação por várias horas, segundo ele havia perdido uma lasca de osso da cabeça , e havia uma pequena fissura´.    Com certeza o capacete salvou sua vida.            Enfim , apesar do susto , foi um pedal memorável .   Mountain bike sempre vale a pena !!!         Mais fotos e  relato no    http://www.mtbaltogiro.com/2013/03/volta-da-pedra-selada.html

   NA PONTE DO SOUZA.
    ÁGUAS PURAS E CRISTALINAS DO RIACHO DA SERRA DO M
    NOSSO AMIGO JOÃO VICTOR NOGUEIRA, SUPER GENTE FINA ,  EXCELENTE COMPANHEIRO DE PEDAL.
    ÍTALO , DO MTB ALTOGIRO.    SEMPRE INCENTIVANDO A GALERA A CONHECER NOVOS LUGARES.
    CHEGANDO EM BAGAGEM.
    PEDALAR É BOM , SE FOR NA COMPANHIA DE NOVOS AMIGOS É AINDA MELHOR.
    A TRADICIONAL E CLÁSSICA FOTO NÃO PODE FALTAR.
    NO CAMPO ALEGRE  NOSSO AMIGO RESOLVEU REFRESCAR A CABEÇA.
   HORA BOA , A HORA DO ALMOÇO
    HUMMM !!!   A COMIDA ESTAVA UMA DELÍCIA.
   AGORA SERIA SÓ DESCIDA
    AO LONGE E ABAIXO O MAUÁ
    NOSSO MAIS NOVO AMIGO , O JORGE PASIN , QUE VEIO DO RIO PARA PEDALAR COM A GENTE.
    SEGURANÇA SEMPRE , COM CERTEZA O CAPACETE SALVOU A VIDA DE NOSSO AMIGO.   REPAREM COMO O CAPACETE QUEBROU EXATAMENTE NA QUINA DO FERRO.
  
       


 
 
 
 

2 comentários:

Hudson Martins disse...

Realmente Jorge, este percurso tem de tudo um pouco. Parabens pela escolha. Melhoras ao amigo que se acidentou.

Fábio Lima Rocha disse...

Belo relato Jorge! É sempre um prazer pedalar com você...
Vê se aparece em Barra Mansa no dia 24/03. Vamos fazer a Trilha do Professor! Pedal cascudo, pra deixar a perna bamba e o membro dormente... rsrsrsrsrs